sábado, 6 de novembro de 2010

Um erro pode originar grandes problemas

Olá leitores. Devo-vos um pedido de desculpas. No meu último post disse que estaria de volta, o que só se concretiza agora. Após tanto tempo tive a coragem de voltar para o blog e escrever para voçês. A vida é dá muitas voltas. Às vezes não nos sentimos preparados para fazer diversas coisas, e só quando podemos, é que passamos à acção. Para o meu regresso vou-vos falar exactamente sobre a vida. O título diz tudo: Um erro pode originar grandes problemas. A vida passa num piscar de olhos. Cada acção que fazemos trás consequências (boas ou más) para o nosso futuro. Reparem que muita vez uma pessoa erra numa coisa, e não tem a noção da quantidades de problemas que isso pode trazer à sua vida. Pode achar normal, e pensa que pedir desculpas resolve. Mas não. Infelizmente não. Até pode custar a própria vida. A solução? Esperança e força de vontade para lutar contra esses problemas e os resolver da melhor maneira possível.

Lembrem-se, para tudo na vida, há que ter Esperança.

Beijinhos e Abraços

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

O ínicio de um novo ser

"A Realidade do meu Ser" foi o título que dei ao meu blog, como forma de mostrar as minhas opiniões sobre diversos temas. Desde maio que pouco publico no blog, e esteve de férias um bom tempo. Agora vai regressar, melhor do que nunca. A Aprendizagem, o Ensinar, o Imaginar fizeram parte da minha vida durante este tempo todo o que fez crescer enquanto "Ser". Fez me um novo "Ser". Um novo não significa que seja o oposto. Quando aprendemos algo passamos a ter mais uma coisa nova em nós, o que nos torna diferente, para melhor. É o mesmo que dizer "Novo".
A minha opinião vai voltar, melhor que nunca. E espero que os vossos comentários também.

:)

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Venda de carros na rua

No outro dia estava em Évora à noite a dar um passeio quando de repente vejo um sítio na rua onde se podiam comprar e alugar carros. Ora na minha terra também há uma coisa parecida.
Isto significa que eu a qualquer momento posso ir lá e comprar um carro que teve já cerca de 72 dias na rua à espera de um comprador. Choveu, fez trovoada, fez muito calor e ele ali está. É resistente a tudo então. Acho isso impossível. Os carros têm que vir de um stand de automóveis para virem novinhos em folha já com todo o equipamento, sem nenhum risco e pronto a entrar para o ar fresco da rua sem ter apanhado sequer um banho de água vinda do céu.
Foi uma questão que me coloquei...mas vender carros "novos" assim na rua...bem, estranho.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Um olhar

Acordo e olho. Viro me para todos os lados e não quero olhar. Mas tem que ser. É manhã e está na hora de levantar e enfrentar com o meu olhar tudo o que me espera durante o dia, quer seja bom ou mau. O olhar significa tudo. É a partir do teu olhar que eu posso saber como tu és, como reages, etc.
É também a partir do olhar que tu podes ver a beleza, quer dos outros, quer da natureza.
Com o teu olhar tu vês e sabes tudo.

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Uma vida sem música

Já imaginaram a vossa vida sem música? Eu já tentei mas não consigo. Amo música, já que pertenco ao Coro Juvenil do Choral Phydellius de Torres Novas, ao grupo de guitarra Arte com Vida numa aldeia perto de Torres Novas, e também toco guitarra clássica e eléctrica. Para além de que por dia oiço por dia no mínimo 2 horas de música. Se existe um dia em que me falta música sinto falta dela. A minha vida é mesmo assim. Independentemente se um dia fico surdo ou não, a música transmite me um sentimento, dá me força para o que aí vem e recorda me certos bons momentos. E maus também, mas aí oiço a porque gosto e não para me recordar deles. Eu sou mais virado para o rock, para quem me conhece. Hip-Hop, só gosto de Eminem. Já gostei de Sam the Kid, mas foi uma desilusão autêntica.
E a música dá para muitas coisas. Sem música como dançavamos? Pois...
Um grande VIVA à música!!!

Um ano

Faz um ano, também as minhas notas dos exames estavam para sair para começer a pesquisar os cursos para os quais hei de ir. Já deveria ter pesquisado à muito tempo. Escolhi um meio ao calhas e este ano já não tenho muito tempo. Escrevi este post para felicitar todos aqueles que obteram bons resultados nos exames do secundário. Para aqueles que não, toca a esforçar para a 2ª fase!

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Facebook

Por todo o mundo se conhece esta palavra: Facebook, que em português significa "livro da cara". O que tem tudo a ver com o site. Semelhante ao Hi5 o facebook já tem biliões de utilizadores que todos os dias vão lá. Serve para falares com os teus amigos, jogares, brincares...e também para ameaças, homicidios, mortes...etc.
Sim, serve para isso tudo. Não pensei que tou a brincar e a ser estúpido. Facebook tornou se real. Eu tenho lá uma conta à já algum tempo e vou deixar de aderir a tanto grupo. Está se a tornar mesmo o livro de uma pessoa, ou seja, quem és tu, o que fazes, o que pensas, tudo. A tua privacidade um dia pode lá estar. E todos merecemos ter a nossa privacidade. Não a expô-la num site. Eu estou lá mas tenho o cuidado de não expor a minha vida lá. Só eu sei da minha vida, e assim está bem. Mas há quem seja maluco e já anda a pôr e a escrever tudo o que faz no dia. Como se interessasse a certas pessoas!??
Também serve para negócios, etc.
Brevemente vai sair um filme sobre o facebook. Vai sair em Outubro. Vejam, concerteza vai ser interessante.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Portugal - 0 vs Espanha - 1


Podia ter feito um post a falar do mundial mais cedo, mas mais vale tarde que nunca. :)
O mundial este ano ocorreu na África do Sul e estava a correr tão bem para nós, já que passámos em 2º na fase de grupos, quando dos debatemos com o nosso arqui-rival Espanha. Fizemos um bom jogo mas não conseguimos evitar a derrota. Espanha é uma boa selecção com muito bons jogadores, desde os antigos tempos. Não sei que tipo de treinos fazem mas realmente é excepcional enquanto selecção. Vendo Portugal, podem todos dizer que não interessa, mas Portugal tem vindo a evoluír de uma forma que mais cedo do que pensam pode estar ao mesmo nível que o nosso país vizinho. Não tou a dizer amanhã. Mas daqui a uns bons anos. O golo foi marcado, salvo eu, por David Villa, ponta de lança da Selecção e do clube Valência. Para mim é o 2º melhor ponta de lança de Espanha a seguir a Fernando Torres.
Portugal fez o seu melhor, e só sofreu um golo creio. Eduardo foi uma das figuras de destaque. Nunca pensei ver um guarda redes em tão boa forma. Sinceramente foi graças a ele que conseguimos passar as eliminatórias. Eleito o melhor jogador de Portugal, mais Ronaldo e Fabio Coentrão.
Um muito obrigado aos Jogadores, Apoiantes de Portugal e de fora.

Verão Parte II

Já falei do Verão em um post que fiz anteriormente e agora volto a falar. Estamos em 7 de Julho e na rua vêm-se crianças à sombra perto do rio. Estou eu aqui na biblioteca municipal a escrever para voçês, num sítio bem fresco. Reparei que este ano a temperatura está muito alta para o mês em que estamos. Não faz falta uma piscina? E se permitissem banhos ao rio? Assim dava para lá estar o dia todo. Já vejo árvores a secar e tudo. Parece que estamos a caminho do outono e tudo mais depressa do que parece, e mais cedo volta o inverno. Este ano é verdade que choveu muito. Mas não fez tanto frio quanto o ano passado. Ao contrário de que está demasiado calor para o meu gosto. O meu quarto que costuma ser o mais fresco no Verão hoje tive que ligar uma espécie de ventoinha pela primeira vez em alguns anos. Inacreditável.
As piscinas deveriam ser gratuitas, assim sim. xD

Tiago Damião

Possível Melhoria

Caros leitores, não me recordo de vos ter dito porque estive ausente tanto tempo do blog. Foi devido a um relacionamento duradouro que terminou e a uma doença que surgiu chamada epilepsia. Que também veio com depressão. Mas não é isso que nos faz parar. Parar de pensar, agir, caminhar e lutar. Com os medicamentos certos e com alguma força de vontade tenho lutado diariamente contra a doença e sinto-me a melhorar. Não significa que talvez possa a vir abaixo. Mas dou sorrisos. Algo que à uns meses não era sequer capaz de fazer. Ao longo da minha vida passei por momentos que nem um sorriso podia dar. Talvez alguns de voçês leitores podem ter passado por coisas semelhantes que magoam e doiem mas de outra maneira. A vida é mesmo assim. Feita de bons e maus momentos. Enquanto puder estou aqui para vos dar as minhas opiniões "tontas", ou não, cada um de voçês é que sabe, mas gostava de que soubessem que se cada um de voçês precisar de ajuda podem contar comigo. Mesmo não me conhecendo. Hoje em dia a internet é extensa e podemos mesmo falar com pessoas de outro país. E quem sabe, até mudar a sua vida. Efeito borbuleta.

Obrigado a todos pelo apoio

segunda-feira, 5 de julho de 2010

"Eu tenho dois amores, e nada são iguais"

Muito bem, devem relembrar-se do título que vem de uma música popular portuguesa. Não sei se é de Toy, não me recordo. A pergunta que faço é esta: É possível amar duas pessoas ao mesmo tempo?
Uma pergunta que me pareceu parva até ver o filme: "Eclipse". Aí gerou-se esta questão.
Amar duas pessoas é estranho mas pode acontecer na minha opinião. Mas quando amamos uma pessoa queremos tê-la ao nosso lado. Imaginem duas. Como seria. Imaginem terem dois namorados/as e nenhum saber da existência um do outro. E voçês quererem ficar com os(vou falar na parte de Homem que já inclui a mulher) dois para sempre. Dois casamentos, filhos, e...dormirem juntos. Como seria possível? Em vários países árabes é possível de acordo com a cultura deles, mas na maioria isso nunca pode acontecer. Podem dizer que sou estúpido por pensar uma coisa destas, mas se há alguém que sabe o que é o amor sou eu. Tive um relacionamento de 3 anos com uma pessoa. Sempre pensei que só seria possível amar uma pessoa pela frente. E não foi o filme que de repente mudou a minha ideia. Quando me surge uma questão eu vou pesquisar a resposta. Mas é uma questão muito complexa. Muitos pensam o contrário. Este amor não tem nada a ver com o amor de pai, irmão, avó, avô, tio, amigo, nada disso. Tem sim de namoro/casamento. Eu acredito que há pessoas que podem amar duas outras, mas isso não significa que aconteça comigo. Indo ao assunto principal, se a pessoa tivesse que escolher entre os dois, não escolhia nenhum, simplesmente o namoro entre os dois acabava. Porque se terminasse com um e ficasse com o outro simplesmente teria saudades da pesssoa com que acabou e se faria sempre isso aconteceria sempre o mesmo. Amantes é diferente. Não tem nada a ver com isto. Foi uma boa pergunta para uma resposta um pouco complexa. É possível amar, mas namorar os dois e casar e ter casa, não dá. E também mais tarde iriam descobrir, não acham?

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Eclipse; A continuação de uma das sagas mais empolgantes dos últimos tempos



Já não é novidade para ninguém. O eclipse já está a estrear nos cinemas. Baseia-se no 3º livro escrito por Stephanie Mayer, e por isso este também é o 3º filme. Promete-nos muita acção, aventura, romance, e muito sangue. O próprio Vaticano não queria que continuassem a saga porque é uma saga de vampiros e é totalmente contra a religião católica.m Mas há quem veja e continue católico. É simplesmente um filme. Nada de mais. Estão a desconfiar dos católicos? Dos verdadeiros católicos? Quem é contra a existência de Deus que seja. Quem é a favor dos vampiros que seja. Eu não. Eu acredito em Deus, e sempre o disse aqui e vou ver o filme. É um filme com muita acção e romance. E digamos que as personagens são grandes actores, estando já entre os melhores do mundo. Por isso quem vai ver, que se divirtam.

O Stress das Pesssoas

17/18h da tarde. O perfeito hórario para a saída dos trabalhadores dos seus empregos. Um concelho, não saiam de casa nessa hora. Entretenham-se. Queres passar na passadeira? Esquece! Primeiro estão os carros. Deveria de ser o contrário não era? Mas não. Não só na cidade onde estudei, mas como na cidade onde vivo. Então em Évora era terrivél. Tinhas que estar cerca de meia hora à espera de passar numa passadeira. Não estou a brincar é verdade. Como é possivél se quem tem prioridade são os piões? Deixem me reclamar ainda mais de uma coisa. Podem ter um carro, mas os condutores não são os únicos que têm vida. Os peões também. Todos temos. Às vezes uns vão depressa demais. Têm um alto nível de stress. Eu não me importo, passam à vontade nem que demore horas. Mas não custava nada parar e deixar passar as pessoas.
E na hora de almoço, é o mesmo. Sempre de um lado para o outro. Quando chegam a casa, é o mesmo. A mesma rotina origina o stress. Há muitas coisas que originam o stress. Eu já não o posso ter. Talvez o esteja a ter agora porque quero acabar o post, mas não devia. Um concelho para todos: Menos stress, mais calma.

Indecisão

A minha vida nestes últimos tempos não tem sido fácil. E então tenho me esquecido totalmente do blog. Não sei o que fazer a ele. Já pensei em desistir dele, entregá-lo a outra pessoa, não sei. Mas ainda há poucas pessoas que me pedem para continuar a escrever as minhas ideias.
É fácil dizer, mas fazer é diferente. Eu vou tentar vir cá mais vezes como já tinha prometido no outro post. Espero que compreendam. A vida às vezes prega-nos rasteiras e é díficil ter mais tempo para nós.

Beijinhos e abraços.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Mundial, Portugal e as Vuvuzelas

Olá :)

Desta vez venho falar-vos do Mundial. Sim, o Mundial começou já começou e o jogo de Portugal está próximo. Muitos perguntam se Portugal tem hipóteses de ganhar o Mundial! Hipóteses tem, não tem é treinador para isso. Peço desculpa ao Sr. Carlos Queiroz mas é verdade. Temos uma boa equipa, não temos é treinador que a consiga orientar. Grandes nomes como Luís Figo, Rui Costa e Pauleta já não jogam na selecção, mas é altura de dar lugar aos mais jovens: Cristiano Ronaldo, Hugo Almeida, Danny, Nani, etc. Temos que confiar neles. Só eles é que com as suas forças poderão passar todas as fases. Mas estamos numa fase diferente da do Euro 2004. O Sr. Scolari recomendou colocar-mos todos uma bandeira de Portugal nas janelas e o apoio era tanto que conseguimos chegar À final. Agora criaram as vuvuzelas. Ora só aquele barulho irrita qualquer pessoa. Agora imaginem um estádio da África do Sul e estão lá uns quantos portugueses com as suas vuvuzelas enquanto os jogadores estão a jogar. Eu se fosse um jogador perdia logo a bola. Simplesmente não gosto da vuvuzela.
Eu e a maior parte.
Só me resta desejar Boa sorte a Portugal no Mundial, e que consiga o seu melhor!
Vou deixar-vos um vídeo das vuvuzelas:

terça-feira, 1 de junho de 2010

Problemas pessoais

Leitores do meu blogue, quero dizer-lhes que não tenho escrito nada porque tenho tido uns problemas pessoais que me têm impedido de vir aqui escrever. Mas a partir de agora vou continuar a escrever. Quem não tem problemas pessoais? Todos temos. Uns de uma maneira outros de outra. Desta vez estes deixaram me mesmo sem ideias para escrever no blogue e depois não tinha paciência para vir aqui escrever (Já sabem como é). Peço muita desculpa a todos vocês.

Tiago Damião

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Aqueles dias...

Sabem aqueles dias em que de repente surge-nos uma música romântica na cabeça, e começamos a pensar em alguém ou em algo que nos faça falta?
Hoje é um desses meus dias. O meu telemóvel foi 2 vezes para a garantia e não mo puderam arranjar. Decidi mandar vir um novo pela Internet. Sinto a tua falta, sinto a falta dos teus abraços, carinhos, conversas...sinto falta dos teus beijos.
Quem me dera poder ver te todos os dias. Abraçar-te e Beijar-te.

domingo, 9 de maio de 2010

O que está na moda na internet?

Meus caros, sabem o que está na moda na Internet?
Pois sabem, Facebook.
Todo o mundo conhece o Facebook. O hi5 já passou à história por ser demasiado "infantil". E o Facebook dá para tudo. Anunciar, publicar, jogar, chat etc.
Para além de que é muito mais fácil ires comentar o perfil dos outros ou todas as actividades, questionários, etc, que os teus amigos façam. Tornou-se algo natural entre todas as pessoas. Eu que tive hi5 e que raramente ia lá, agora vou todos os dias ao facebook. Se me perguntarem se aderi porque todos aderiram eu digo que não. Aderi por causa do farmville. Só mais tarde me apercebi das suas outras funcionalidades. E realmente é interessante. Até dá para conhecer as celebridades da televisão.
Há umas celebridades que são inteligentes, outras não, mas o que eu gosto é do programa da Sic Radical, Curto-Circuito.
Outro que existe é o Twitter, mas que eu não uso, porque acho minimamente estúpido. Para isso temos o telemóvel. Talvez um dia mude de ideias, mas agora continuo com esta.
O Orckut é brasileiro, e o Flirck nunca o usei.
Futuramente irei pôr o meu contacto de facebook no blog caso queiram me contactar.

Abraços.

Amigo, Namorados, Família

Hoje vou-vos escrever um texto grande. São 3 temas que todas as pessoas falam e ouvem falar todos os dias.
Qual o significado da palavra amizade? E a de namorado? E a de família?
Não vos vou responder o verdadeiro significado porque todos os dias se altera. O 1º significado de ambos é desconhecido. Mas para mim uma verdadeira amizade é quando ambos os amigos se ajudem mutuamente quando necessitam. Namorados é algo muito especial.
No namoro não vamos comparar com amizade.
A amizade pertence ao amor, mas nunca venham dizer dizer que a única entre amor e amizade é os eijos! Não. O amor sente-se, não se define.

Família, bem ambos deveriam-se ajudar mutuamente, não quando necessitam mas sempre. Sempre presentes, e nunca ausentes, psicológicamente e principalmente físicamente.
Este é o meu significado, e deve ser supostamente diferente do teu, leitor.
Mas ando a perceber que já se deu mais importância a ambos. E devia-se continuar a dar.
A Felicidade tem que ser construída por nós.
Para isso temos que dar importância aos 3 temas que referi anteriormente. Caso falte um, não desistas e nunca percas a esperança, porque é a última a morrer.

quinta-feira, 29 de abril de 2010

...Love


"I love you so much...miss you."

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Hipermercados

Hoje vou falar vos dos hipermercados. Quando vamos aos hipermercados temos sempre em atenção aos preços para fazermos as nossas compras, de acordo com as nossas possibilidades e com o que mais gostamos. Uma coisa que reparei à alguns tempos foi que o preço dos produtos do pingo doce, são exactamente os mesmos que os do modelo, variando o preço só um produto ou outro. Estando em torres novas, a minha terra natal, o modelo costuma ser o hipermercado onde vou, não só por ser o mais perto, mas também pela sua qualidade. Já em évora vou ao pingo doce por ser o mais perto, porque os outros são todos longe.
Os produtos (incluido carne, fruta, etc) não têm qualidade quase nenhuma. Ora agora o que está na moda é comida já feita e congelada, e quando compramos e chegando a casa, pomos no microondas e já está. E só custa 2 euros. Agora a qualidade da comida do pingo doce é simplesmente horrivel. Não sabe a nada. É toda igual. Sendo que a do modelo já é diferente. Não é das melhores claro. Mas é muito melhor que a do pingo doce. Não estou a descriminar um nem o outro sem saber como é. Estou a ser realista. E os preços são iguais para todos. Isso é que eu acho impressionante.
Sabendo que a qualidade é pior, porque é que o Pingo Doce não diminui os preços? Simplesmente porque não quer ficar atràs. Já o Lidl também possui coisas de boa qualidade.
Mudando agora o tema da qualidade, e falando das caixas de balcão onde se pagamos pelo que levamos.
Em grande parte dos sítios a que vou encontro sempre mais pessoas que atendem mal dispostas do que bem dispostas. E assim o atendimento não costuma ser dos melhores. Mau dia?
Em todos os dias em que vou às compras, encontro sempre as mesmas pessoas mal dispostas.
Coincidência? Não. Realidade.
Tendo também os aspecto dos anúncios na televisão. Fazem no sempre a pôr as pessoas com um sorriso orelha a orelha e chegamos ao hipermercado e vemos o contrário.
Eu cada vez que vou a um, tendo sempre escolher aquela que tenha pouca gente e com alguém bem disposto. Assim, atendimento excelente! Viva os bem dispostos!

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Será que uma pessoa está preparada?

No outro dia estava a ver televisão, e num filme uma personagem pergunta a outra:

- "Estás preparado para ser pai?"
- "Não, não estou, e ninguém está" - Respondeu.

Porquê? Vejamos a continuação da resposta

- "...Nunca esdtivémos preparados para ser pais. Quisémos ter um filho, mas não sabemos ao certo como educá-lo para ser uma boa pessoa."

Após ter visto isto no filme pus me a pensar se é verdade ou não no seu caso, e em outros que vemos na realidade.
Alguma vez estivémos preparados para ir para a escola? Alguma vez estivémos preparados para iniciar um relacionamento? Alguma vez estivemos preparados para iniciar a nossa primeira relação sexual (perder a virgindade)? Alguma vez estivémos preparados para entrar para a universidade? Para viver com a pessoa amada? Para entrar no mundo do trabalho? Para ser pais? Avós? nunca estivémos nem nuncavamos estar. O que eu tou a tentar dizer aqui não é algo mau. No início parece-nos sempre mau. Mas depois deixa de ser. Sabem porque é que nunca estamos preparados? Na minha opinião porque é algo desconhecido, novo. Não sabemos como é o desconhecido, por isso é que é desconhecido. :D. Uma pessoa pode saber através de outros como é as coisas, mas experimentando ela, é sempre diferente. Quando o desconhecido deixa de ser desconhecido sentimo-nos bem, em experimentar algo novo pela primeira vez. E no final, acabamos por nos sentir-mos ainda mais feliz, por termos esse novo sentimento, e por ser e estarmos no presente sitio. :)

Verão

O Verão! Estamos todos desertos para que ele chegue! A sério??
Todos queremos praia (ou quase todos) para dar uns mergulhos no mar ou na piscina e comer uns gelados. Mas estão se a esquecer de uma coisa. Verão significa calor. E preferimos muito mais o frio do que o calor.
Óbvio que não vamos estar o tempo todo na praia. Só lá vamos estar quando chegar as férias, e o resto é o tempo normal, com...calor.
O que nós queremos realmente não é o Verão. Mas sim o calor no momento em que vamos à praia, ou à piscina para dar um mergulho; ou então para o ar condicionado em casa, ou para apanhar uma brisa fresquinha à noite.
A melhor época para mim é a primavera. Não está nem muito calor, nem muito frio. Está um tempo fantástico. Nos medianos, digamos. Também faz falta dar uns mergulhos, e neve claro. Mas a Primavera é fantástica!

segunda-feira, 12 de abril de 2010

O Regresso...E...Nunca mais?!

O título é estranho. Pessoal eu regressei! Peço desculpa a todos por não ter posto mais posts, mas tive que tratar de assuntos da vida e não pude aparecer cá!
Agora eu nunca me hei de ir embora não se preocupem. O que me refiro a nunca mais é a uma espécie de "novela" que recentemente saiu no youtube.
Houve um concerto dos Tokyo Hotel, possivelmente aqui em Portugal, e uma rapariga foi autografada por um dos membros no seu braço direito. Disse numa noticia da tvi que nunca mais iría tirar o autografo do braço, ou seja, nunca o lavaria para o resto da sua vida. Antes de dar a minha opinião é de referir que estava ao seu lado uma rapariga pequena a ouvir a conversa, com uma cara de espanto, a perguntar:" Nunca mais?!!". Deu mesmo vontade de rir.
Ora só o facto de ter o autografo no braço para toda a vida, é uma grande estupidez. Estão a adorar, como se adora um deus, os Tokyo Hotel. Não tem sentido, são só raparigas tontas e estéricas que não compreendem, nem valorizam o sentido da vida. E também há o facto do braço cheirar mal para o resto da sua vida. Chega a velha e o seu braço está podre, não?? Como irá ela conseguir tomar banho, sem lavar o braço direito? Difícil. E a rapariga pequena com aquela idade é capaz de ter mais juízo que ela! É impressionante! Tal é a educação que certos pais dão aos filhos.
Fica aqui o link do video:

http://www.youtube.com/watch?v=uqwbV6MTiDw

:)

terça-feira, 16 de março de 2010

Um bêbado com uma nova personalidade

O título é estranho no meu e no vosso entender, mas vou explicar melhor. Na minha terra, todas as pessoas devem de conhecer de vista um estranho homem que anda sempre a vaguear pelas ruas. É um homem bêbado e drogado. Nunca o vi em si. Cada vez que o vejo está sempre bêbado. Sempre. Está sempre contra tudo e contra todos, veste-se mal e por vezes pede dinheiro às pessoas. É claro que também tem o seu dinheiro, mas usa-o apenas para beber. Ele já não é ele. A sua pessoa deixou de existir para dar lugar a outra. A sua personalidade também é nova. Pergunta-se então, porque razão ele faz isto? Tem problemas? Talvez, mas não os resolve levando a vida que tem levado. Quer esquecer? Ninguém esquece. Que sentido é que tem a vida de uma pessoa assim? Ele parece que não se encontra cansado de fazer sempre o mesmo. Para mim é uma estúpida e ridícula maneira de viver a vida. Para mim a vida assim, não é vida. Mesmo que se alerte, ele já não voltará a ser o mesmo.

Os Maldispostos

Hoje fui à Segurança Social. Sabem porque é que não gosto de ir lá? Porque aquilo é um bando de maldispostos. Para além de que temos que esperar infinitos minutos até sermos atendidos. Ora eu entro, tiro a senha e fico à espera. Quando me atendei tenho que me preparar que vou falar com um(a) maldisposto(a). Por isso tenho que ir com uma cara muito séria. Cumprimento, sento-me, exponho a minha situação, e a resposta é sempre dada de uma forma muito bruta. Não sei se acontece com vocês, mas eles cada vez que lá vou tentam sempre dificultar a minha vida. Ora que eu saiba a Segurança Social foi feita para ajudar as pessoas! Sem ela, estávamos perdidos. Vejo a publicidade na Televisão e na Internet e com as frases do "Reclame" fico a entender que pretendem sempre ajudar de uma forma carinhosa. Mas não...
Vou expor outro caso. Na universidade, para garantirmos bolsa, temos que ir aos serviços de acção social entregar um papel, etc. Não é que a coordenadora dos serviços da minha universidade, e as suas assistentes estão sempre maldispostas cada vez que um aluno vai ter com elas! Então? Não pretendem ajudar também? É uma incógnita...
Enfim...Não se pode fazer nada.

segunda-feira, 15 de março de 2010

É preciso conhecer...

Um dia ouvi falar de si na televisão...
Falaram muito bem de si, como sendo muito boa pessoa e escrevia livros espectacular. Isso foi antes de ter 18 anos. Nessa época respeitava-o e gostaria de ler os seus livros.

Mal peguei numa das suas obras...
Escrita diferente da dos outros livros...
Mas gostei...

Demorei muito tempo a perceber a história. Lendo várias veres várias partes é que comecei a perceber. Mas só o facto de a sua escrita ser diferente pôs-me logo em alerta de como seriam os seus próximos livros. Mas um escritor conhecido mundialmente, nunca seria capaz de escrever histórias à toa. Seria necessário perceber de um determinado assunto para começar a escrevê-la.
Mas não meus caros amigos. Esse dia chegou. Quando um dia estava a trabalhar nos meus assuntos, de repente na televisão surge uma noticia de um novo livro escrito por si que pelo nome me parecia bastante interessante. Mas mais tarde percebi que não.
Houveram logo critícas acerca do livro. O livro chamado de "Caim" relatava a história de Caim, filho de Adão e nesse livro o senhor escreveu várias críticas à Bíblia como sendo imaginação do Homem. Críticas que afirmavam que o senhor não fez um estudo da Bíblia. Simplesmente a leu por alto. Sendo ateu, não mostrava o minimo interesse por ela claro, mas se não fosse à 1ª, seria à 2ª ou à 3ª. Antes de escrever, é preciso conhecer. Desceu muito na minha consideração por si. Respeito-o claro. Mas não tenho vontade nenhuma de ler os seus livros. Pensava que enquanto escritor, seria necessário conhecer os assuntos, enriquecer-se enquanto pessoa, e só depois escrever um livro. Não se esqueça que muitas pessoas católicas. Antes de escrever outro livro pense nisso, senhor José Saramago.

terça-feira, 9 de março de 2010

Os livros de Ajuda

Já que tomei a iniciativa do Livro do Mês, achei interessante um tema que existe em muitos livros. O tema de Ajuda. Vou ser mais explicito. Quem já não viu um daqueles livros tipo: "1500 formas de arranjar dinheiro" ou "Ajuda para o engate"? Eu estou sempre a ver todos os dias esse tipo de livros em todas as livrarias e Hipermercados. A mim cansa-me esse tipo de coisas. Neste tema há vários sub-temas que pretendo discutir. Começemos por aqueles livros de ganhar dinheiro. Ora, todos os humanos são diferentes, cada um arranja dinheiro à sua maneira como por exemplo a trabalhar. Mas a maior parte destes livros não dá soluções para ganhar dinheiro a trabalhar mas sim a ganhar dinheiro em casa de apostas e na internet. Mesmo sendo eu totalmente contra ganhar dinheiro nesse tipo de coisas, porque há muita gente a trabalhar e esses não fazem mais nada a não ser isso, cada um tem o seu método e não resultam na maior parte das pessoas. Bem, pode haver métodos que resultem, mas outros não. Por isso publicar o métodos deles em um livro é só com uma finalidade: Ganhar mais dinheiro. Porque ao venderem não só estão a incentivar as pessoas a participarem nesste tipo de coisas, porque quantas mais pessoas houver mais eles lá podem ganhar, como também estão a enriquecer com a venda dos livros.
Falando agora dos livros de como engatar. Primeiro quem quer "engatar" é porque não ama, e quer "usar" como um boneco, pensando propriamente que a pessoa não tem sentimentos. A Finalidade é só uma: sentir-se bem consigo próprio, e não ligar ao que os outros sentem.
E mais...essas são as técnicas que os escritores usam, mas as pessoas são diferentes. Ninguem deve de engater só para seu proprio prazer, nem deve de usar as pessoas. Ou amam-se ou não se amam. Ninguem deve de ferir os sentimentos de ninguem.
Eis a minha opinião sobre este tema.

Livro do Mês - Março de 2010

Desculpem a demora :). Mas não tive tempo no fim-de-semana para vir cá. Vamos então. O livro do mês é:
"Morrer É só não Ser Visto"


Autor: Baptista, Inês de Barros

Um livro corajoso e único sobre a morte e os mistérios da vida. Testemunhos surpreendentes e desassombrados que nos inspiram. Inês de Barros Baptista reúne neste livros testemunhos de pessoas que perderam entes queridos. Através de uma conversa com a autora revelam tudo o que sentem sem medos e tabus. São histórias de vida que nos tocam pela capacidade de transmitir sentimentos e emoções sem máscaras e que nos inspiram pela força inusitada destas experiências de vida. As fragilidades da vida humana são aqui expostas. Os testemunhos recolhidos são de pessoas anónimas e personalidades conhecidas que foram escolhidas pela luz especial que comunicam e que através de um discurso positivo emitem sinais de esperança, força e amor. Sempre o amor. Com prefácio e posfácio de uma psicóloga e de um padre, o livro pretende chegar ao transcendente e aos mistérios da vida. O historiador Geoffrey Gorer defende abertamente que a morte substituiu o sexo como tabu. Estes testemunhos contrariam de uma forma desassombrada essa tese. O título do livro é retirado de um verso de Fernando Pessoa.

Resumo retirado da Internet.

Achei que este livro poderia ser bastante interessante.

Ídolos

Não, não é o programa "Ídolos" da Sic. Vou falar do significado da palavra. O que são ídolos? São pessoas que são admiradas por outras pessoas. O que se passa hoje em dia é que a palavra "ídolos" perdeu a definição de antigamente. Agora são semi deuses. É verdade. Para mim é uma autentica vergonha. Vou dar-vos um exemplo. Conhecem Tokyo Hotel? Devem de conhecer, pois é uma das bandas que mais se fala na actualidade. Há pessoas que gostam da música que fazem, mas outras não. Mas também existe mais um grupo. O grupo de quem os venera. Apreciar e não apreciar é uma coisa, venerar é outra. Explicando-me melhor. Os fans de Tokyo Hotel são muito mais raparigas do que rapazes. E o que eu tenho reparado nos últimos tempos é que elas vestem-se como eles, têm o cabelo como eles, há quem coma o mesmo comer que eles, fazem o que eles no tempos livres fazem, e adoram-os, veneram-os o dia todo. Quem faz isso? Só quem seja minimamente louco por eles. É absurdo, é um exagero.
Outra banda: Jonas Brother. É tudo a mesma coisa. Enfim...
Não há mais nada a dizer, espero que tenham a mesma opinião...Não é um exagero?

sexta-feira, 5 de março de 2010

Televisão - A influência

Vou falar da influência que a televisão hoje tem no dia-a-dia das pessoas. À uns anos atrás, quase ninguem tinha televisão (por volta dos anos 70 e 80), logo as pessoas ocupavam os seus tempos livres de outras formas. Viam as notícias nos jornais que se vendiam naquela época e de resto mais nada. Com o aparecimento da televisão ocupavam então o seu tempo a ver os destaques no telejornal e a poderem descobrir mais o que se passava no mundo. Naquele tempo podiam-se ver também os jogos de futebol, e as telenovelas. Durante os anos seguintes a televisão foi evoluindo de um modo espectacular até aos dias de hoje. Actualmente já se vê mais canais graças à power box e podemos ter internet a 1Gb, algo impensavél à uns anos. A Televisão hoje em dia tem um impacto tão grande nas pessoas que mudam completamente a sua maneira de ser. Principalmente as séries para crianças/adolescentes. Falando especialmente de "Morangos com açucar". Os jovens que vêm morangos com açucar são bastante influenciados pelas personagens da série e repetem as suas acções no seu dia-a-dia. Se lá fumam, as crianças também fumam; lá bebem bebidas alcólicas, eles também; os rapazes usam calças até que vão até aos joelhos, as crianças também; as raparigas da série usam decotes muito grandes, as crianças também fazem o mesmo. Não estou só a falar das séries. As telenovelas e o telejornal também. Nas telenovelas as personagens são muito cuscas, também a maior parte das pessoas o é; no telejornal só se fala de mortes, futebol e política , então as pessoas passam a falar do mesmo. Um dos exemplos é a Gripe A e o desastre da Madeira. Falavam tanto na Gripe A à uns meses atràs, agora parece que esqueçeram isso e só falam do desastre da Madeira. Atenção não estou a dizer que não é importante falar disto porque é. Ajudar as pessoas é bom claro. Não tenho dúvidas algumas porque eu também gosto de ajudar os outros. Só estou a dar um exemplo, pois de um assunto que se fala mais no telejornal também passa a ser falado muito pelas pessoas.
A Televisão realmente tem muita influência na vida das pessoas.

Universitário do 1º ano = Ignorante

Antes de dar a minha opinião sobre este tema, gostava de dizer ao Juego que pode muito bem comentar este artigo, já que ele está a criar um blog sobre isto. (http://universitarioignorante.blogspot.com).
É verdade o tema do post. Quando um jovem entra para a universidade não sabe nada do que lá se passa, e também é lá que fica mais maturo a nível da independência. Ou seja, ao entrar lá é um completo ignorante. Tem que aprender a gerir o seu próprio dinheiro, tem que aprender a criar o seu novo ritmo em relação aos estudos e tem que gerir bem o seu tempo. E temos mais, quando lá chegamos não sabemos nada sobre as praxes, não sabemos nada sobre as regras da universidadade e não conhecemos a cidade. Mas claro isso depois passa passado algum tempo, pois vamos descobrindo tudo, sozinhos ou acompanhados, com a ajuda dos mais velhos.
Aqui não estou a referir ignorante como uma conotividade negativa. Mas sim positiva, pois todos passamos por isto. É plenamente natural.

O medo

Medo pode ser definido como um sentimento que proporciona um estado de alerta demostrado pelo receio de fazer alguma coisam geralmente por se sentir ameaçado, tanto fisicamente como psicologicamente.
Todos nós possuímos medos. Uns poucos, e outros muitos. Tal como disse na definição de medo, este pode ser fisicamente ou psicologicamente. Façamos um exemplo. Primeiro fisicamente: temos como exemplo animais. Aranhas, cobras, leões, cães, etc. Eu quando era pequeno tinha muito medo de cães, não me conseguia aproximar de nenhum, enquanto que agora mal vejo um aproximo me logo para lhe dar uma festa. Outro exemplo, ter medo da água, do fogo, de trovões. Estes todos pertencem aos 5 elementos. Agora psicologicamente: Ter medo de perder alguém, familiares, amigos, etc. Ter medo de não conseguir alcançar certos objectivos, de lutar por qualquer coisa, etc.
Na minha opinião podemos concluir que durante o nosso crescimento o medo fisico vai variando, desaparecendo aqueles que tinhamos quando eramos pequenos e aqueles novos que temos agora; Em relação ao medo psicológico este só desaparece em certa parte quando alcançamos certos objectivos; a outra parte é muito dificil.
Qual a forma de superar certos medos psicológicos que temos? Ganhar confiança? Auto-estima? E como ganhamos isto tudo?

terça-feira, 2 de março de 2010

Amizade

Um "laço" que temos com várias pessoas. É tão bom ter amigos! Nos tempos que hoje decorrem é importante termos um amigo a quem dar a mão e vice versa. Somos todos uns para os outros. Mas se me perguntarem o que eu defino de amizade, a minha resposta é diferente da maior parte das pessoas da sociedade. A minha conceito de amizade, é diferente da de um familiar meu, ou de um conhecido. Um primo da antiga Ministra de Educação pode ter uma noção diferente da de uma professora que tive de Fisico-Química no 11º/12º ano. Apesar de termos noções diferentes, há sempre pessoas que tenham uma noção semelhante à nossa, e aí fazemos verdadeiros amigos. Claro que o factor "ideias" sobre o mundo e sobre a vida também conta.
Conheçemos os verdadeiros amigos quando nos surge um problema de sáude, ou alguma outra dificuldade.
Tal como o outro diz:
"No aperto do perigo, conhece-se o amigo"

Novas Ideias - Livro do mês

Para tornar o blog mais activo, mais dinâmico decidi criar algo diferente para ele. O Livro do mês. No primeiro sábado de cada mês irei escrever um post sobre um livro que eu ache interessante e que vos aconselhe a ler. Este sábado irei colocar já um. Com esta ideia espero estar a fazer crescer este blog.
Podem também dar opiniões e críticas sobre o blog. Também aceito sugestões.

Madeira, Chile, 2012 e Religião Católica

Já todos devem saber os desastres naturais que aconteceram na Madeira e no Chile e no número elevado de mortos das respectivas terras. O Inverno de 2009/2010 está a ser considerado o pior do século, e todos os anos tem havido desastres em toda a parte do mundo.
De acordo com a civilização Maia o mundo acabará no dia 21 de Dezembro de 2010, prevendo que serão os desastres naturais as principais causas.
A maioria dos cristão não acredita nisto porque ainda pensam que ainda não estamos no apócalipse. Eu discordo e digo-vos que Apocalipse e 2012 podem ter tudo a ver. Porquê? Muito simples. Ciêntistas que desvendaram a Bíblia afirmaram que um dos momentos do apócalipse seria os desastres que iria acontecer já perto do chamado "Fim". Então, pode ter tudo a ver! Só falta uma coisa. No fim do apócalipse Jesus Cristo volta à terra. E claro, os Maias naquele tempo não previram isso porque a civilização desapareceu muito antes de Cristo nascer.
A Especulação é muito grande. Na minha opinião poderá tudo a ver. Mas também não pode. Mesmo que não seja em 2012, irá acontecer muito brevemente. Não tou a falar de séculos. Até em menos de meio século pode vir a acontecer. Não sabemos.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Two Sides

We have two sides. One is real, but the other is a reflex.

Moments

When i am thinking of my future, sometimes i ask myself when i would have happy moments.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Ódio -> Vingança

Eu vejo uma série de desenhos animados que se chama Naruto Shippuuden. Muitos não devem de conhecer. Mas no outro dia ao ver um episódio, uma personagem fez me questionar sobre uma coisa.
O que é o ódio? E como surge?
Ódio é um sentimento intenso de raiva. Se a raiva surge quando algo não nos agrada, ou quando algo não nos favorece, então o ódio surge quando esse sentimento (raiva) perante algo já é tão grande. O ódio é descrito como sendo o oposto do amor. Se gostamos de alguém, o ódio é não gostar.
E a Vingança?
A Vingança é o desejo de fazer passar a outra pessoa, pelo mesmo que esta passou ou garantir que não seja capaz de repetir uma acção nunca mais.
Eu não gosto da palavra ódio. Eu não ódeio ninguem. Não gostar é uma coisa. Ódiar é mais intenso que isso.
O ódio perante uma pessoa pode ser tão grande que pode levar à Vingança. Por isso são duas coisas que estão ligadas.
Quando cresce o desejo de vingança, essa pessoa não olha aos meios para atingir os seus fins, mesmo que isso influencie os outros, só para sentir satisfação. O que está mal aqui é que a pessoa que se vinga, depois disso sente-se bem porque "cumpriu" o seu objectivo, mas quando abre os olhos e vê o que aconteceu só por causa dela, já é tarde demais para resolver o que prejudicou.

Política

Sim, vou falar de política. Não vou discutir de que partido sou, porque não tenho nenhum partido. Quando ocorrem as eleições voto naquele que irá fazer o melhor pelo país. Quem já não viu um debate mensal na Assembleia da República, na RTP2? É uma das coisas que eu mais gosto de ver. Não só por ver do que os políticos discutem, mas também pela forma como eles discutem. Aquilo é espectacular.
Temos como Primeiro Ministro, o Engenheiro José Socrates. Nas primeiras eleições prometeu e não cumpriu. Agora promete e vamos se cumpre. Nos debates mensais todos os que representam os partidos, têm sempre críticas a apontar ao Primeiro Ministro. Sempre. O Sócrates já pode ter feito coisas más, mas não esqueçamos as coisas boas. Uma delas por exemplo: Portáteis eescola. Quase todos os alunos têm um portátil agora graças a esta campanha. E antigamente era raro a pessoa que tivesse um.
Todos apontam críticas ao Socrates, mas este também aponta critícas aos outros políticos.
Então o que é um debate na Assembleia? Nada mais nada menos do que uma descriminação. Em certa parte. Não é na totalidade.
O que é que eu quero dizer com isso? Simples. Eles lá só dizem mal uns dos outros, só sabem apontar os defeitos e os erros. Uma simples frase resolvia isso tudo: "Não faças aos outros o que não queres que te façam a ti".
Se cooperassem todos a arranjar ideias para melhorar o país, seria mais fácil. Mas não. Dá mais piada acusar os outros. Foi para isso que foram criados os partidos. Em vez de estarmos a apontar os erros dos outros, porque não emendar os nossos?
Assim seria muito mais facil para todos.

Avatar - Parte II

No outro dia fui ao cinema ver o filme Avatar. Fiquei impressionado com o filme, desde o desenrolar da história até às cenas em 3D. Muito bom.
Mas não é disso que eu vou falar. Como falei no 1º post as pessoas com depressão que viram o filme desejavam cometer suicídio porque pensavam ao morrerem, iriam ter uma nova vida num mundo assim. Eu sei como é uma depressão, e agora compreendo como eles se sentem. Ao fazermos uma comparação entre o nosso mundo e Pandora (O mundo do filme) poderemos ver que aqui a natureza esta a desaparecer graças às acções do ser humano; Enquanto que no filme não faltam árvores, campos, etc. Qualquer um, amigo do ambiente, desejava poder estar num mundo assim. Aquele mundo possui uma beleza inexplicável. O nosso mundo está podre. As acções do Homem prejudicaram a natureza, e agora estamos a levar com as consequências. Aquecimento global, subida das águas do mar, Buraco da Camada do ozono, etc. Qual mundo vos agrada mais, um mundo repleto de máquinas, ou um mundo repleto coberto de campos e água?
A resposta é simples. Podemos todos agora depender de certas máquinas, mas tantas tambem não. Cada vez se ve menos verde no nosso planeta. É dificil responder aquela pergunta.

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Gotas


Gotas vindas do céu, espalham a sua beleza nesta belissima natureza.

Padres

Os Padres. É um tema bastante interessante, estar a falar de Padres. Mas também merece ser discutido. Na actualidade já são raras as pessoas que vão à missa, comparado com antigamente. Hoje em dia existem várias religiões e cada um acredita no que quer. Cada vez existem muitos menos padres em Portugal. É uma realidade. É uma pena, porque eu gosto de assistir a missas já que sou católico. Mas muitas pessoas talvez aceitassem ser padres ou freiras se, de acordo com a lei, pudessem casar. Houve um caso que apareceu recentemente na televisão que dizia em que um padre se apaixonou por uma rapariga jovem, e como os pais não aceitaram o namoro, simplesmente fugiram. Era muito mais fácil se fosse permitido aos padres e às freiras casarem não? O que pensam acerca disso? O Homem foi feito para estar com uma mulher. Eu acredito que se fosse permitido isso, muita gente iria para padre. Sem dúvida alguma. Tenho a certeza que seria assim.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

?

And me? what i will make in the future? Can i realize my dreams?
Could be...

Para os meus amigos

Amigos verdadeiros. É isso que chamo a pessoas que me têm ajudado a superar todos os meus problemas. Às vezes não chega, claro. Mas não tem a ver com eles, mas comigo. Também preciso de ser eu a ter forças para superar tudo. Mas tudo o que se tem passado até agora tem sido dificil. Faço todos os esforços mas parece não melhorar. Mas vou tendo esperança. Um muito obrigado a Eles todos pela vossa ajuda e preocupação.

Conversa entre amigos

João, 17 anos, uma pessoa normal como todas as outras. Tem um amigo que se chama Miguel. É muito pensativo. Pensa muito na maneira de ser das pessoas, nas profissões, na amizade, no amor, etc.
Certo dia Miguel vira-se para o João e pergunta-lhe:
- João porque é que as pessoas são tão egoístas? Não compreendo isso. Só pensam em si mesmas, não querem saber dos outros, mesmo quando estão doentes. Não consigo aceitar esse facto.
- Boa pergunta Miguel, sabes existem dois lados na palavra egoísmo. Egoísmo é bom por um lado, porque em primeiro lugar deves de pensar em ti mesmo, na tua saúde, na tua profissão, e assim poderás fazer os teus amigos felizes por te verem bem. Mas também tem um lado mau, que é esse a que te referes. Há certas pessoas pessoas que não querem saber dos outros para nada, só pensam no seu próprio umbigo e isso não deve de ser assim. Não ligues a essas pessoas. Vive a tua vida naturalmente.
- Hum, já percebi então. Egoísta hoje em dia é vista negativamente pelas pessoas mas acabamos por sempre um bocadinho egoístas. Se não fossemos também não faziamos bem a nós mesmo e aos outros.
- Exacto. E não é só. Todos também temos um bocadinho de vaidade. Gostamos de nos vestir à nossa maneira para parecer bonitos, e para dar uma boa imagem às pessoas. Tal como a teimosia. Talvez tenhamos todos um bocadinho dela, porque defendemos a nossa própria ideia. Mas às vezes não é a mais correcta, e se continamos a defendê-la sem parar aí é que uma pessoa é mesmo teimosa.
- Obrigado pela dica João.
- Vive a tua vida naturalmente.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Discriminação

Vou falar-vos da discriminação. Na televisão apareceu uma noticia de que duas mulheres juntaram-se e planeiam casar-se. São felizes por estarem juntas, mas não são felizes com o que se passa à sua volta. Pelo que disseram, são muito discriminadas pelas pessoas. Ora, que mal tem duas mulheres juntarem-se? Cada um faz o que quer da vida. Mesmo eu sendo católico, e tendo a opinião que o homem foi feito para se juntar à mulher, sou da opinião de que cada pessoa faz o que quer, e se elas querem ficar juntas que fiquem, acho que não devem de ser descriminadas por isso. Se fosse o vosso caso, gostavam de ser? Não estou a falar só deste assunto, mas de outros também. Uma pessoa não pode andar livremente na rua que começam logo a comentar a forma como anda, a forma como se veste, o discurso que possui, os seus pensamentos e opiniões sobre a vida quando são discutidos. Para quê? O que ganham com isso? Nada. Prazer em humilhar os outros. Ficam felizes por tamanha estupidez. Chamam a isto liberdade? Uma pessoa já não pode sair de casa, que tem logo que passar por essa humilhação? Nas escolas por exemplo, muitas pessoas são descriminadas por não terem certas coisas generalizadas pela sociedade. Vou falar de um assunto em especial. Telemóveis. Hoje em dia toda a gente possui um telemóvel. Uma forma de comunicar e dá bastante jeito. E quem não tem possibilidades de ter um telémovel? Merece ser discriminado por não ter um? Não, não merece. Há quem tenha possibildades, há quem não tenha, mas também há quem não goste de ter um. E não merece ser posto de parte só por causa disso. Não à Discriminação, sim à união.

Sonhos

Há um tema que ando a pensar muito ultimamente. Sonhos. Há dois tipo de sonhos: Aqueles sonhos que temos todas as noites, e que só nos lembramos de alguns; e aqueles sonhos que todos temos e que gostariamos de realizar quando jovens e adultos. Mas será que os conseguimos realizar? Eu olho para a maior parte das pessoas na rua, e reflito se elas conseguiram concretizar os seus sonhos ou não. Não devemos deitar de fora os sonhos que sempre tivemos em pequeninos, ou em adultos. Porque assim, a nossa vida pode ter sido em vão. Mas quando crescemos passamos a ter novos gostos, e então começam a surgir certos objectivos/sonhos que gostariamos de concretizar/realizar. Por exemplo, eu quando era pequeno gostava de ser professor. As pessoas que me conhecem talvez não me vejam nessa situação; quando era adolescente queria ser Engeneiro de Informática. E agora? Bem, não vou revelar, por questões pessoais. Acredito que independentemente da idade conseguimos sempre realizar os nossos sonhos, basta ter força de vontade. Por isso nunca desistam, lutem sempre pelo que querem.

sábado, 30 de janeiro de 2010

A Incompreensão

Não é mentira, é um facto, é a realidade. As pessoas hoje em dia estão cada vez mais incompreensíveis. Preocupam-se cada vez menos com os outros, e olham cada vez mais para o seu umbigo. Custa admitir mas é verdade. Quer crianças, jovens e adultos. Encontro em todo o lado cada vez mais esse tipo de pessoas. É dificil encontrar alguem que não compreenda o passado, os erros, e a vida actual de certas pessoas. Para já não falar do facto de que só elas é que têm razão, como se o mundo girasse à sua volta. Tal como um conhecido meu disse no outro dia: "Nós somos seres imperfeitos", ou seja, temos o direito de errar, só precisamos é de aprender com esses erros. Nunca é tarde. Enquanto estamos vivos vale sempre a pena aprender.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Sonhar

"Se podemos sonhar, também podemos tornar os nossos sonhos realidade." - Walt Disney

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

A verdade

O que é a verdade? Poderemos defini-la como sendo o que está certo, o que é real dentro de um sistema de valores. Verdade então tem a ver com realidade. No mundo em que estamos, muitos não vêm a verdade das coisas. Vêm o que lhes interessa. Em muitos casos o desejo cega-nos, e não passamos a ver o real, mas o que gostariamos que fosse. Acontece em muitos casos, como por exemplo amorosos e profissionais. Se então as pessoas vêm o que lhes interessa, então estão a ser egoistas. Será? Dou um exemplo de politica. Vejamos o Sócrates, primeiro ministro deste pequeno país, Portugal. Tem o seu dia-a-dia, apesar da sua má fama, também trabalha. Atenção, não estou a defendê-lo nem a critica-lo. Se o Sócrates visse o que lhe interessa então fazia o que lhe apetecesse, não trabalhando para ajudar o país. Se ele tem o desejo para fazer algo, esse desejo por vezes leva-o a ver o que lhe interessa, e passa a não se importar com o resto. A isso eu chamo egoísmo. E também não está a ver o real, a verdade do que se passa em Portugal.
Isto foi um exemplo. Existem milhares de casos parecidos. Mas a verdade é que as pessoas hoje em dia não aceitam a verdade. Simplesmente porque não lhes convém e não querem aceitar. Estamos num país em que grande parte das pessoas não olham ao meio para atingir um fim. Fingem ser outras pessoas, falsas em vez de verdadeiras, só para atingir os objectivos. Então e os outros? Em muitos casos, quase todos, uma pessoa sai prejudicada disso tudo porque o outro só pensou nele mesmo. E não é so as pessoas, a natureza também. Egoísmo, Egocentrismo, Falsidade. 3 palavras que não entram no meu dicionário.
A verdade é a unica realidade.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Diferenças

Neste texto vou expressar a minha opinião verdadeira sobre o tema em discussão.
Cada dia que passa, vejo as pessoas mais diferentes umas das outras. Vejo-as mais materialistas, e menos sentimentalistas. Não tem nada a ver com lamechices. Vejo as pessoas a acreditarem menos em Deus, a não dar valor ao amor, ao afecto e ao carinho; vejo-as a serem mais duras e a não terem respeito por ninguem; vejo-as a descriminarem cada vez mais os outros, sem terem razão; vejo-as a serem egoístas e vejo-as a serem cada vez mais preconceituosas. Todos diferentes, todos iguais é certo. Mas não tantas diferenças. Já não há amigos como antigamente, e as pessoas são cada vez mais solitárias. O nivel de confiança diminuiu bastante, tornando as pessoas mais egoistas. São raras as pessoas que vejo que são meigas, carinhosas, respeitadoras, que não descriminem, em suma boas pessoas. Sim, eu considero isto ser boa pessoa. O fisico passou a ser a parte mais importante que os homens vêm nas mulheres e vice-versa. Muitos consideram isso agora "o amor". Mas o amor não é assim, é algo que se sente. Não há definição própria para o explicar. Hoje vi um grupo de rapazes, com 13 anos de idade, a terem uma conversa sobre mulheres em que consideraram que amar uma rapariga, é gostar do fisico dela. Têm 13 anos sim, mas já vi rapazes com 20 anos a dizerem o mesmo. Não é de ficar boquiaberto? Na minha opinião sim. Este mundo espanta me cada vez mais. Não há respeito pelas pessoas, mas também não há respeito pelo mundo, não há respeito por nada. Pessoas a morrer à fome, escravidão em certos paises, desflorestação, aquecimento global, entre outras coisas são hoje em dia os principais problemas que deviam de ser resolvidos quer durem poucos ou muitos anos. Só tenho falado de coisas más não? Pois, mas a verdade é que isto agora é considerado o "normal" da sociedade. É o que toda a gente faz hoje em dia, por incrivel que pareça. Há, e trocar droga hoje em dia também já parece normal.
A mim irritam-me certas situações, como por exemplo o facto de eu ter ido correr e ir com uma sweatshirt vestida, e toda a gente a olhar como se não fosse normal. Ora, se eu fui correr, fiquei transpirado e fiquei com calor, mesmo com este frio. Não estava a ter frio. Como se agora o normal no inverno é que todas as pessoas usem roupa quente. Há umas que têm mais frio que outras, e eu ainda por cima estava a praticar desporto. Mas isto é algo muito pequeno comparado com certos actos de certas pessoas.
Sinto-me triste por ver certas situações. Gostava que o mundo estivesse diferente de como está agora. Cada um gostava do mundo à sua maneira, é verdade. Há uns que querem um mundo cheio de maldade onde se sentem bem, e outros cheio de bondade. Eu só não gostava de ver certas coisas.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Futebol


Este é um tema que tem destque todos os dias quer nos jornais, internet e televisão. Milhões de pessoas em todo o mundo vêm futebol, sendo considerado por isso o desporto rei. Todos os adeptos de futebol têm o seu clube de coração e torcem por eles em todos os jogos, ou não. Pois o que se passa aqui em Portugal é que os adeptos não sabem admitir uma derrota do clube. Não vou dizer nenhuma mentira e sejamos realistas. Não conheço quase ninguem que não aceite uma derrota. Começemos pelos adeptos benfiquistas. O Benfica quando ganha é o maior, não há nenhum clube melhor que eles pois é o clube com mais adeptos do mundo, os jogadores são os maiores, são umas estrelas, o treinador também, etc; mas quando perde, a culpa é do árbitro, o treinador não vale nada, os jogadores também não e fica tudo revoltado por uma derrota. Isto é tipico dos benfiquistas. Vejamos agora o Sporting. Quando ganha, o jogador que marca é o melhor do país, o ataque é o melhor, não há ninguem melhor que eles, etc; Mas quando perdem, a culpa é do árbitro, da defesa e do treinador. Agora o Porto, quando ganha é o maior, a equipa éxcelente, o árbitro também, tudo; Mas quando perdem a culpa é sempre do árbitro, não da equipa. Há certas semelhanças e diferenças entre os clubes. Mas eu considero as piores claques as do Porto e do Benfica. Então em derbys não há descanso nenhum. Mal se encontram no meio da rua começam logo à pancada e a policia é obrigada a intervir. O mesmo acontece com o Sporting. Um verdadeiro adepto deveria de ter fair-play. Somos todos de Portugal, ninguem deve de ter inveja por um clube ser campeão. Os 3 grandes lutam por isso, mas devemos de respeitar quem ganha. Quem ganha o campeonato nesse ano é porque tem a melhor equipa, e tudo graças ao treinador que os treina e à direcção que os compra. Já viram que nos últimos anos a segurança nos estádios em derbys tem aumentado cada vez mais? Tudo porquê? Por culpa de vocês, adeptos que não sabem ter fair-play. Não estou a dizer que são todos, mas temos que admitir a realidade. É isso que se passa hoje em dia. Mas para isso, os adeptos precisam de mudar a sua maneira de ver as coisas, o que considero um bocado dificil.

P.S. Isto também é para os adeptos dos outros clubes, apenas estes são os que chamam mais a atenção.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

O tempo

O tempo passa rápido, sem dúvida alguma. Damos por nós e já somos mais velhos. Olhando para tràs ficamos com um mau estar por não termos aproveitado bem a nossa vida como queriamos. Tenho 19 anos. É certo que algumas pessoas dizem: "Eia pá, ainda vais ter muito que viver e aprender. Ainda és jovem!". Sim ainda sou jovem, mas isso não significa que eu ou qualquer outro, não tenha aprendido com certos problemas da vida. Um jovem com problemas? Pois, um jovem com problemas. Uns têm mais que outros, uns mais dificeis outros mais faceis de resolver, uns de uma espécie e outros de outras. Isso não nos devia de impedir de aproveitar a vida como nós queremos. Às vezes dou por mim a pensar que deveria de ter aproveitado melhor o tempo que me foi dado enquanto era adolescente. Sair à noite, ir ao cinema, divertir me com os meus colegas, estudar quando fosse preciso, etc. Agora já me vejo com certas responsabilidades que tenho que assumir. Mas isso não me impede de não poder aproveitar melhor o tempo que me é dado. Concentramo-nos demasiado nos problemas, e por vezes deixamos o que é importante de lado. Vejo inúmeras pessoas a dizerem-me isso todas as semanas, e acabo por compreender como eles se sentem. Eles têm razão. Quer sejamos crianças, jovens, ou adultos devemos sempre aproveitar o tempo que nos é dado. Não fugir às responsabilidades, mas aproveitar. Realizar os sonhos que tinhamos quando eramos crianças e ainda temos. Para quando chegar um dia o nosso momento podermos dizer que esta vida não foi em vão.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Taxistas

Hoje vou falar-vos de um tema muito interessante: Os taxistas. Realmente um tema bastante interessante; estou a ser irónico? Talvez sim, talvez não. Enquanto estudante da Universidade de Évora quando vou para o meu lar, em torres novas, apanho sempre um taxi para ir para a rodoviária, já que a minha residência fica um bocado longe da estação, e vice-versa.
Os taxistas têm um trabalho um bocado duro, apesar de estarem sempre a conduzir. Primeiro têm que saber todas as ruas, e todos os locais da cidade em que se encontram. Segundo têm que estar no minimo 8 horas ou mais (dependendo do chefe) por dia sentados num carro. E terçeiro que "aturar" todas as pessoas que se encontram no veículo até ao destino, o que pode demorar muito ou pouco tempo. Complicado não?
Imaginem um taxista em Évora. Évora não é muito grande, e é facil saber aquelas ruas todas. Tem um dia normal, trabalha um nº de horas por dia, e depois vai tranquilamente para casa, pois encontra-se numa terra bonita e sossegada. Pois agora vamos comparar com um taxista de Lisboa. Não tem nada a ver com Évora. É uma cidade muito maior (sem exagerar umas 4x maior), encontra-se pessoas muito mais stressadas, a vida é muito menos tranquila, e a paisagem não é lá muito bonita. Agora ainda vamos fazer uma comparação maior. E Nova Iorque? Já imaginaram as ruas e os locais que aqueles taxistas têm que decorar só para satisfazer a vontade do cliente? Para mim lisboa já é o que é, quanto mais Nova Iorque. Pode parecer um trabalho "secundário" para certas pessoas, mas eu não considero isso. Cada trabalho tem a sua importância. Não interessa onde é, e o que fazem.
Não estou a dizer que vou para taxista, porque não. Não é isso que quero fazer no futuro. O que eu quero fazer ver é que não podemos descriminar os outros trabalhos. Pois se formos ver se os chamados "trabalhos secundários" por certas pessoas deixassem de existir, os outros também deixavam. Por isso estão todos unidos, porque sem um o outro não funciona. Um por todos, todos por um e Todos diferentes todos iguais. As pessoas que são taxistas, pedreiros, empregados de mesa são iguais aos empresários, aos banqueiros, aos juizes. Os trabalhos é que são diferentes. Não estou a falar das pessoas, enquanto "pessoas" mas enquanto humanos. Pensem nisso.

Avatar



Quem não ouviu falar do filme Avatar? Considerado um dos melhores filmes do ano, Avatar concentra-se num conflito em Pandora, uma das luas de Polifemo, um dos três gigantes gasosos fictícios orbitando Alpha Centauri em que os colonizadores humanos e os nativos humanóides, entram em guerra pelos recursos do planeta e a continuação da existência da espécie nativa. Recentemente a "CNN", canal norte-americano, afirmou que o filme está a causar depressão em muitos dos seus admiradores. Foi feito um estudo, e parece que grande parte das pessoas que viram o filme são pessoas solitárias. O filme é tão "maravilhoso" que está a provocar inveja em determinados fãs. A depressão causada em vários admiradores está a ser tão grande, que muitos até já tentaram o suicidio a pensar que ao morrerem poderiam ressuscitar num mundo semelhante a pandora.
Vendo voçês esta noticia podem pensar o que se passará na cabeça dessas pessoas. Bem, quem nunca sonhou que estava noutro mundo a viver uma aventura? Quer seja em criança, quer em adultos, penso que todos temos um sonho assim pelo menos uma vez na nossa vida. A verdade é que o mundo está a passar por situações muito complicadas. Problemas a nivel ambientais, económicos, profissionais, entre outros. A vida está cada vez mais dificil para todos e então para quem está doente ainda deve de ser pior, principalmente para pessoas com depressão, pois é caracterizada por ter diversos sinais e sintomas entre os quais comportamentos tristes. É natural elas terem estes pensamentos, apesar de serem muito absurdos, pois os portadores de depressão também se cansam da vida que têm, e muitas até pensam em matar-se, então o desejo de ir para um lugar completamente novo aumenta.
Mas não são só os portadores de depressão que pensam isso. Os cientistas acreditam que pode existir vida em outros planetas, e que pode ser muito diferente da que vivemos. Aquilo a que chamamos "extraterrestres" em muitas pessoas faz lembrar aquele personagem verde, magro, com três dedos e com olhos 5x maiores do que os nossos. Mas não, isso foi um protótipo que a sociedade inventou nos filmes que apareceram nos anos 50. Se existir vida pode ser de inúmeras formas. Apenas não sabemos em quais.
A sociedade tem uma grande imaginação, disso temos a certeza.

sábado, 16 de janeiro de 2010

Os Casamentos Homosexuais

Hoje tive a lanchar com uma amiga que já não via à algum tempo. Falámos sobre vários temas, desde os cursos da universidade, passando por politica, música, familia etc. Até dos casamentos homosexuais falámos. Como todo o mundo sabe o governo aprovou à pouco tempo o casamento homosexual. Eu concordo com o casamento homesexual, cada um faz o que quer da vida. Agora só não me cabe na cabeça uma coisa. Está o desemprego no país a chegar aos 11%, estãos os preços a subir, e o que o país agora precisa, é dos casamentos homosexuais! Nada melhor para melhorar a economia do páis. Pois, não sabem? Casamentos homosexuais e economia tem tudo a ver!
Ora, queixam-se os politicos que a economia está mal, que o défice está elevado, que a taxa do desemprego não pára de subir, e lembram-se numa altura destas do campeonato de aprovar os casamentos homosexuais, o que já deveria de ter sido feito à mais tempo. Agora o que o país precisa é de novos postos de trabalho, senhor Engenheiro José Sócrates! Veja bem se consegue fazer algo assim do género. Talvez suba uns pontinhos na minha consideração.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Realidade

Caros leitores,
desde já agradeço a vossa visita ao meu blog. Nele pretendo falar sobre as mais variadas experiências vividas quer por mim, quer pelos outros.
Vou começar por fazer-vos uma pergunta: Será que todos nós vemos a verdadeira realidade? Será que a realidade que vemos, não é a verdadeira realidade?
No outro dia estava a falar com o meu colega de quarto sobre religião. Eu sou católico praticante, e ele não acredita em nenhuma religião. Cada um estava a defender as suas ideias, até que chegamos a um ponto em que ele defendia que a igreja é dona de grande parte da universidade de évora, já que andamos lá a estudar. Ora eu sei bem que a igreja enriquece muito às nossas custas pois hoje em dia o nome Deus e Jesus Cristo é usado para muita coisa. Poucos são aqueles que não se servem dos seus nomes para atingirem determinados fins.
Ora nenhum de nós que anda lá a estudar passa todos os dias pelo portão da universidade e tem esse pensamento. Estamos concentrados em mil e umas coisas, e raramente pensamos nesse tema.
Pago eu cerca de 1000 euros de propinas, fora senhas de almoço, comida no bar, os cafés retirados da máquina; tudo isto para que o governo e a igreja enriqueça às nossas custas.
Outro momento que se passou na semana passada. Dirigi-me a uma loja chinesa para comprar uns phones para o meu telemovel. Ora já sabem bem como são os phones dos chineses, não duram 5 dias. Comprei-os por 0.85€ e sai de lá feliz, já que foram os phones mais baratos que comprei até agora em toda a minha vida. Fantástico.
Vira-se o meu colega: "Custou-te 0.85€, mas as crianças que os fazem recebem 10 cêntimos por dia pelo seu trabalho".
Verdade? Ou mentira?
No nosso país já não existe escravatura, mas nos países do oriente, e China e arredores ainda existe. Crianças que merecem ter o direito de estudar tal como todos nós, que merecem ter uma vida normal para a sua idade e vêm - se naquela situação. E não é só! Há quem venda crianças por 0.50€! Vender pessoas? Onde é que já se viu isto! Em que mundo é que nós andamos?
Boa pergunta, em que mundo andamos...Eu não sei. Mas sei que a realidade que vemos, não é a verdadeira realidade. Há muita coisa que vemos, compramos e fazemos e que por detrás disso tudo aconteceu ainda muita coisa.
Lembrem-se, antes de comprarem algo, pensem no que aconteceu até isso chegar até vós.
Obrigado.