segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

A verdade

O que é a verdade? Poderemos defini-la como sendo o que está certo, o que é real dentro de um sistema de valores. Verdade então tem a ver com realidade. No mundo em que estamos, muitos não vêm a verdade das coisas. Vêm o que lhes interessa. Em muitos casos o desejo cega-nos, e não passamos a ver o real, mas o que gostariamos que fosse. Acontece em muitos casos, como por exemplo amorosos e profissionais. Se então as pessoas vêm o que lhes interessa, então estão a ser egoistas. Será? Dou um exemplo de politica. Vejamos o Sócrates, primeiro ministro deste pequeno país, Portugal. Tem o seu dia-a-dia, apesar da sua má fama, também trabalha. Atenção, não estou a defendê-lo nem a critica-lo. Se o Sócrates visse o que lhe interessa então fazia o que lhe apetecesse, não trabalhando para ajudar o país. Se ele tem o desejo para fazer algo, esse desejo por vezes leva-o a ver o que lhe interessa, e passa a não se importar com o resto. A isso eu chamo egoísmo. E também não está a ver o real, a verdade do que se passa em Portugal.
Isto foi um exemplo. Existem milhares de casos parecidos. Mas a verdade é que as pessoas hoje em dia não aceitam a verdade. Simplesmente porque não lhes convém e não querem aceitar. Estamos num país em que grande parte das pessoas não olham ao meio para atingir um fim. Fingem ser outras pessoas, falsas em vez de verdadeiras, só para atingir os objectivos. Então e os outros? Em muitos casos, quase todos, uma pessoa sai prejudicada disso tudo porque o outro só pensou nele mesmo. E não é so as pessoas, a natureza também. Egoísmo, Egocentrismo, Falsidade. 3 palavras que não entram no meu dicionário.
A verdade é a unica realidade.

2 comentários:

  1. "Tudo o que é possivel imaginar, é real."

    É bom sonhar um bocadinho ^^

    ResponderEliminar
  2. A verdade é um tema sobre o qual grandes pensadores, filósofos e teólogos se têm debatido. Platão e Tomás de Aquino entre outros, elaboraram teorias acerca da verdade e do real.
    Se formos a reflectir sobre a verdade em si, provávelmente nunca mais chegamos a conclusão nenhuma.
    Mas penso que não é isso o que tu pretendes transmitir neste artigo, mas sim , o facto das pessoas serem Verdadeiras, se assumirem como são sem artifícios, o que está tão em voga numa época em que o Ter está cada vez mais colocado acima do SER, e mesmo quando se fala em Ser, é sempre numa conotação que tem a vêr com o TER, ou seja fulano é por exemplo médico, e aqui não interessa o Ser, porque é referida a profissão como um estatuto, ou seja um TER e não como uma pessoa que escolheu aquela profissão para estar ao serviço dos outros.
    Ser verdadeiro com os que amamos, com os amigos e nas nossas relações sociais é sem dúvida maravilhoso, mas infelizmente cada mais as pessoas se destânciam e se mascaram, mas não desanimes pois na realidade vamos sempre encontrando na vida pessoas Dignas, Honestas e que sabem Amar sem condicionalismos.
    É nesses que temos que pensar , e é dado testemunho de que se pode ser diferente que poderemos modificar alguma coisa, mesmo que o mundo não aceite essa diferença, não faz mal, pois ao longo da história tem-se verificado que a "razão" está nas minorias.

    ResponderEliminar