segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Two Sides

We have two sides. One is real, but the other is a reflex.

Moments

When i am thinking of my future, sometimes i ask myself when i would have happy moments.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Ódio -> Vingança

Eu vejo uma série de desenhos animados que se chama Naruto Shippuuden. Muitos não devem de conhecer. Mas no outro dia ao ver um episódio, uma personagem fez me questionar sobre uma coisa.
O que é o ódio? E como surge?
Ódio é um sentimento intenso de raiva. Se a raiva surge quando algo não nos agrada, ou quando algo não nos favorece, então o ódio surge quando esse sentimento (raiva) perante algo já é tão grande. O ódio é descrito como sendo o oposto do amor. Se gostamos de alguém, o ódio é não gostar.
E a Vingança?
A Vingança é o desejo de fazer passar a outra pessoa, pelo mesmo que esta passou ou garantir que não seja capaz de repetir uma acção nunca mais.
Eu não gosto da palavra ódio. Eu não ódeio ninguem. Não gostar é uma coisa. Ódiar é mais intenso que isso.
O ódio perante uma pessoa pode ser tão grande que pode levar à Vingança. Por isso são duas coisas que estão ligadas.
Quando cresce o desejo de vingança, essa pessoa não olha aos meios para atingir os seus fins, mesmo que isso influencie os outros, só para sentir satisfação. O que está mal aqui é que a pessoa que se vinga, depois disso sente-se bem porque "cumpriu" o seu objectivo, mas quando abre os olhos e vê o que aconteceu só por causa dela, já é tarde demais para resolver o que prejudicou.

Política

Sim, vou falar de política. Não vou discutir de que partido sou, porque não tenho nenhum partido. Quando ocorrem as eleições voto naquele que irá fazer o melhor pelo país. Quem já não viu um debate mensal na Assembleia da República, na RTP2? É uma das coisas que eu mais gosto de ver. Não só por ver do que os políticos discutem, mas também pela forma como eles discutem. Aquilo é espectacular.
Temos como Primeiro Ministro, o Engenheiro José Socrates. Nas primeiras eleições prometeu e não cumpriu. Agora promete e vamos se cumpre. Nos debates mensais todos os que representam os partidos, têm sempre críticas a apontar ao Primeiro Ministro. Sempre. O Sócrates já pode ter feito coisas más, mas não esqueçamos as coisas boas. Uma delas por exemplo: Portáteis eescola. Quase todos os alunos têm um portátil agora graças a esta campanha. E antigamente era raro a pessoa que tivesse um.
Todos apontam críticas ao Socrates, mas este também aponta critícas aos outros políticos.
Então o que é um debate na Assembleia? Nada mais nada menos do que uma descriminação. Em certa parte. Não é na totalidade.
O que é que eu quero dizer com isso? Simples. Eles lá só dizem mal uns dos outros, só sabem apontar os defeitos e os erros. Uma simples frase resolvia isso tudo: "Não faças aos outros o que não queres que te façam a ti".
Se cooperassem todos a arranjar ideias para melhorar o país, seria mais fácil. Mas não. Dá mais piada acusar os outros. Foi para isso que foram criados os partidos. Em vez de estarmos a apontar os erros dos outros, porque não emendar os nossos?
Assim seria muito mais facil para todos.

Avatar - Parte II

No outro dia fui ao cinema ver o filme Avatar. Fiquei impressionado com o filme, desde o desenrolar da história até às cenas em 3D. Muito bom.
Mas não é disso que eu vou falar. Como falei no 1º post as pessoas com depressão que viram o filme desejavam cometer suicídio porque pensavam ao morrerem, iriam ter uma nova vida num mundo assim. Eu sei como é uma depressão, e agora compreendo como eles se sentem. Ao fazermos uma comparação entre o nosso mundo e Pandora (O mundo do filme) poderemos ver que aqui a natureza esta a desaparecer graças às acções do ser humano; Enquanto que no filme não faltam árvores, campos, etc. Qualquer um, amigo do ambiente, desejava poder estar num mundo assim. Aquele mundo possui uma beleza inexplicável. O nosso mundo está podre. As acções do Homem prejudicaram a natureza, e agora estamos a levar com as consequências. Aquecimento global, subida das águas do mar, Buraco da Camada do ozono, etc. Qual mundo vos agrada mais, um mundo repleto de máquinas, ou um mundo repleto coberto de campos e água?
A resposta é simples. Podemos todos agora depender de certas máquinas, mas tantas tambem não. Cada vez se ve menos verde no nosso planeta. É dificil responder aquela pergunta.

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Gotas


Gotas vindas do céu, espalham a sua beleza nesta belissima natureza.

Padres

Os Padres. É um tema bastante interessante, estar a falar de Padres. Mas também merece ser discutido. Na actualidade já são raras as pessoas que vão à missa, comparado com antigamente. Hoje em dia existem várias religiões e cada um acredita no que quer. Cada vez existem muitos menos padres em Portugal. É uma realidade. É uma pena, porque eu gosto de assistir a missas já que sou católico. Mas muitas pessoas talvez aceitassem ser padres ou freiras se, de acordo com a lei, pudessem casar. Houve um caso que apareceu recentemente na televisão que dizia em que um padre se apaixonou por uma rapariga jovem, e como os pais não aceitaram o namoro, simplesmente fugiram. Era muito mais fácil se fosse permitido aos padres e às freiras casarem não? O que pensam acerca disso? O Homem foi feito para estar com uma mulher. Eu acredito que se fosse permitido isso, muita gente iria para padre. Sem dúvida alguma. Tenho a certeza que seria assim.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

?

And me? what i will make in the future? Can i realize my dreams?
Could be...

Para os meus amigos

Amigos verdadeiros. É isso que chamo a pessoas que me têm ajudado a superar todos os meus problemas. Às vezes não chega, claro. Mas não tem a ver com eles, mas comigo. Também preciso de ser eu a ter forças para superar tudo. Mas tudo o que se tem passado até agora tem sido dificil. Faço todos os esforços mas parece não melhorar. Mas vou tendo esperança. Um muito obrigado a Eles todos pela vossa ajuda e preocupação.

Conversa entre amigos

João, 17 anos, uma pessoa normal como todas as outras. Tem um amigo que se chama Miguel. É muito pensativo. Pensa muito na maneira de ser das pessoas, nas profissões, na amizade, no amor, etc.
Certo dia Miguel vira-se para o João e pergunta-lhe:
- João porque é que as pessoas são tão egoístas? Não compreendo isso. Só pensam em si mesmas, não querem saber dos outros, mesmo quando estão doentes. Não consigo aceitar esse facto.
- Boa pergunta Miguel, sabes existem dois lados na palavra egoísmo. Egoísmo é bom por um lado, porque em primeiro lugar deves de pensar em ti mesmo, na tua saúde, na tua profissão, e assim poderás fazer os teus amigos felizes por te verem bem. Mas também tem um lado mau, que é esse a que te referes. Há certas pessoas pessoas que não querem saber dos outros para nada, só pensam no seu próprio umbigo e isso não deve de ser assim. Não ligues a essas pessoas. Vive a tua vida naturalmente.
- Hum, já percebi então. Egoísta hoje em dia é vista negativamente pelas pessoas mas acabamos por sempre um bocadinho egoístas. Se não fossemos também não faziamos bem a nós mesmo e aos outros.
- Exacto. E não é só. Todos também temos um bocadinho de vaidade. Gostamos de nos vestir à nossa maneira para parecer bonitos, e para dar uma boa imagem às pessoas. Tal como a teimosia. Talvez tenhamos todos um bocadinho dela, porque defendemos a nossa própria ideia. Mas às vezes não é a mais correcta, e se continamos a defendê-la sem parar aí é que uma pessoa é mesmo teimosa.
- Obrigado pela dica João.
- Vive a tua vida naturalmente.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Discriminação

Vou falar-vos da discriminação. Na televisão apareceu uma noticia de que duas mulheres juntaram-se e planeiam casar-se. São felizes por estarem juntas, mas não são felizes com o que se passa à sua volta. Pelo que disseram, são muito discriminadas pelas pessoas. Ora, que mal tem duas mulheres juntarem-se? Cada um faz o que quer da vida. Mesmo eu sendo católico, e tendo a opinião que o homem foi feito para se juntar à mulher, sou da opinião de que cada pessoa faz o que quer, e se elas querem ficar juntas que fiquem, acho que não devem de ser descriminadas por isso. Se fosse o vosso caso, gostavam de ser? Não estou a falar só deste assunto, mas de outros também. Uma pessoa não pode andar livremente na rua que começam logo a comentar a forma como anda, a forma como se veste, o discurso que possui, os seus pensamentos e opiniões sobre a vida quando são discutidos. Para quê? O que ganham com isso? Nada. Prazer em humilhar os outros. Ficam felizes por tamanha estupidez. Chamam a isto liberdade? Uma pessoa já não pode sair de casa, que tem logo que passar por essa humilhação? Nas escolas por exemplo, muitas pessoas são descriminadas por não terem certas coisas generalizadas pela sociedade. Vou falar de um assunto em especial. Telemóveis. Hoje em dia toda a gente possui um telemóvel. Uma forma de comunicar e dá bastante jeito. E quem não tem possibilidades de ter um telémovel? Merece ser discriminado por não ter um? Não, não merece. Há quem tenha possibildades, há quem não tenha, mas também há quem não goste de ter um. E não merece ser posto de parte só por causa disso. Não à Discriminação, sim à união.

Sonhos

Há um tema que ando a pensar muito ultimamente. Sonhos. Há dois tipo de sonhos: Aqueles sonhos que temos todas as noites, e que só nos lembramos de alguns; e aqueles sonhos que todos temos e que gostariamos de realizar quando jovens e adultos. Mas será que os conseguimos realizar? Eu olho para a maior parte das pessoas na rua, e reflito se elas conseguiram concretizar os seus sonhos ou não. Não devemos deitar de fora os sonhos que sempre tivemos em pequeninos, ou em adultos. Porque assim, a nossa vida pode ter sido em vão. Mas quando crescemos passamos a ter novos gostos, e então começam a surgir certos objectivos/sonhos que gostariamos de concretizar/realizar. Por exemplo, eu quando era pequeno gostava de ser professor. As pessoas que me conhecem talvez não me vejam nessa situação; quando era adolescente queria ser Engeneiro de Informática. E agora? Bem, não vou revelar, por questões pessoais. Acredito que independentemente da idade conseguimos sempre realizar os nossos sonhos, basta ter força de vontade. Por isso nunca desistam, lutem sempre pelo que querem.