sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Será que a Mãe/Pai podem ser os vossos melhores amigos?

Não. Esta é a resposta de um profissional que foi responder a esta pergunta à Companhia das Manhãs na Sic. Foi um debate interessante o qual não deixei de ver, e realmente o senhor tem razão no que disse. Vejamos bem: Uma mãe ou um pai podem realmente ser nossos amigos, mas não passam disso. Um amigo vê-se pelas suas acções e não pelas suas palavras claro, e um pai faz muito por nós é verdade. Mas a sua função é ser pai. E um dia também temos que ter isso em mente quando tivermos filhos. Um filho, falando no geral, mesmo que considerasse um pai como seu melhor amigo, ele não é. Um melhor amigo é sempre aquele com quem vamos ter para contar-mos certas coisas que não contamos aos pais, e com quem partilhamos segredos nossos. Um pai que dê espaço ao seu filho, e que pense desta maneira só o torna mais maturo. Um pai que esteja sempre ao pé do filho, que nunca o largue, não está a prepará-lo para a vida. Precisamos de ter espaço para conhecermos novas pessoas com várias maneiras de ver a vida e poder aprender algo com elas para um dia poder ter o nosso próprio pensamento e a nossa maneira de ver vida. Caso não haja esse espaço, um pai não está a fazer a sua função. Primeiro é um pai inseguro, e ssegundo não está a torná-lo um adulto pronto para a vida.

A função de um Pai, é ser Pai. Ou seja, tornar o filho o mais possível pronto para a vida. Claro que são amigos, mas só são isso.

Sem comentários:

Enviar um comentário